(24) 3354-0020 / 3354-0199
uniodonto@uniodontoresende.com.br

Acesso Empresas
2ª Via Boleto
Notícias e Novidades

Veja notícias e novidades da Uniodonto Resende.

Aprenda a fazer o autoexame na boca em nove passos

22/03/2013

Segundo a Revista Científica Dentistry, nos últimos 20 anos, o índice de câncer bucal aumentou 50% na população mundial e já é o quarto tipo de câncer que mais mata no planeta.

Segundo a Revista Científica Dentistry, nos últimos 20 anos, o índice de câncer bucal aumentou 50% na população mundial e já é o quarto tipo de câncer que mais mata no planeta. Para prevenir-se é possível ficar atento aos sinais com apenas uma olhada no espelho.

O autoexame é simples e eficaz, pode ser feito diante do espelho em um local bem iluminado, verificando-se lábios, língua (principalmente as bordas) assoalho (região embaixo da língua) gengivas, bochechas, palato (céu da boca) e amígdalas. “A inspeção da boca, frente ao espelho, com uma boa iluminação, é um método simples, inócuo e que permite avaliar rapidamente lesões suspeitas, tendo um importante papel na prevenção e diagnóstico precoce do câncer”, diz o oncologista Ricardo Caponero, da Clinonco.

O autoexame deve ser feito regularmente, observando-se se não há anormalidades como: mudança de coloração, áreas irritadas debaixo de próteses (dentaduras, pontes móveis), feridas que não cicatrizam em uma semana, dentes fraturados ou amolecidos, caroços ou endurecimento. “Deve-se prestar atenção para placas esbranquiçadas persistentes e aftas que não cicatrizem de três a cinco dias”, afirma o especialista. Mesmo sem encontrar nenhuma alteração, a visita anual ao dentista não deve ser esquecida.

1. De frente para o espelho, lave a boca, toque suavemente com as pontas dos dedos toda a face para ver se há algum sinal que não havia notado anteriormente.

2. Puxe o lábio inferior para baixo e apalpe a mucosa. Em seguida faça o mesmo com o lábio superior.

3. Com o dedo indicador, examine os dois lados da bochecha.

4. Ainda com a ponta do dedo indicador, examine a gengiva.

5. Introduza o dedo indicador por baixo da língua e o polegar da mesma mão por baixo do queixo. Em seguida, procure tocar todo o assoalho (a base) da boca.

6. Incline a cabeça para trás e examine o céu da boca. Diga AAAA e observe o fundo da garganta.

7. Ponha a língua para fora e observe a parte de cima dela. Repita a observação com a língua levantada até o céu da boca. Em seguida, puxe a língua para esquerda e depois para a direita.

8. Toque toda a extensão da língua.

9. Examine o pescoço. Compare os lados direito e esquerdo e veja se há diferenças entre eles. Veja se existem caroços ou áreas endurecidas. E, finalmente, introduza o polegar por debaixo do queixo e apalpe suavemente todo o seu contorno inferior.

Resende

Rua Isaac David Halpern, nº64 Comercial de segundas às sextas-feiras.
Tel.: (24) 3354-0020 / 3354-0199 Ouvidoria: 2109-0370